Terapias Complementares

A procura por terapias chamadas “alternativas” vem crescendo na veterinária, assim como na medicina humana.Muitos tutores de cães e gatos se interessam e até preferem este tipo de tratamento.

Por terapias complementares, podemos entender como todas as formas de terapias que complementam a medicina alopática, ou seja, a medicina como conhecemos. Entre as que oferecemos temos: Reiki,Comportamento (psicologia), Fitoterapia, Massagens, Alimentação Natural, Florais, Acupuntura e Fisioterapia.

Reki é uma terapia que nasceu no Japão há cerca de 100 anos. Atualmente é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como terapia complementar. É baseada na transmissão de uma energia pura a fim de estabilizar e reequilibrar o corpo físico e vibracional dos animais. Indicada como complementar em todos os tipos de doenças.

No tratamento comportamental, precisamos lançar mão de várias técnicas: obediência, comunicação, adestramento e eventualmente, medicação. Precisamos aliar diferentes estratégias para alcançarmos a melhora desejada.

Fitoterapia é a utilização de ervas medicinais, visando minimizar efeitos colaterais e maximizando o efeito terapêutico.

Existem inúmeras técnicas de massagens para animais, mas todas tem a finalidade de promover o relaxamento e o bem estar. As massagens sempre são empregadas antes, durante ou após os tratamentos de acupuntura e fisioterapia.

Alimentação natural é empregada sempre que o proprietário, tiver disponibilidade de cozinhar equilibradamente para seu animal. Qualquer animal pode receber este tipo de alimento, inclusive animais com doenças crônicas como câncer, renal, etc.

É muito importante tomar cuidado e não usar tratamentos “naturais” sem recomendação e suporte veterinário. Não é por ser natural que significa que não oferece riscos para a saúde. Todo tipo de terapia que seu pet venha a receber, deve ser orientada por um veterinário.