Shih Tzu, a raça que está conquistando o Brasil !

Fonte: www.tudosobrecachorros.com.br

Expectativa de vida: 12 a 16 anos
Ninhada: em média 3 filhotes. Pode variar de 1 a 5.
Grupo: 9 – Cães de Companhia
Padrão da Raça: CBKC
Cor: preto, marrom ou branco são os mais populares. É comum serem bicolor.
Pelo: longo
Tamanho: Toy/pequeno
Tosa: requer pouca tosa
Altura (macho e fêmea): até 28cm
Peso (macho e fêmea): entre 4kg e 7kg
Ambiente ideal: O Shih Tzu é o cão ideal para a cidade e para o campo. Na cidade, esses cães se acostumam facilmente com barulhos e o estilo de vida em apartamento. Eles também adoram correr pelo campo, mas eles são pequenos, frágeis e são cães de companhia, por isso mesmo no campo devem ser mantidos dentro de casa. São um dos cães mais apropriados para apartamento.

Origem da raça Shih Tzu
O nome “Shih Tzu” significa “cão leão” e é uma das raças mais apreciadas na China por causa da sua associação com o budismo. Embora o Shih Tzu seja mais comumente associado à China, ele foi provavelmente originado no Tibet no século 17, quando era tido como um “cão sagrado”. O Shih Tzu que conhecemos hoje, se desenvolveu na China durante o reinado da Imperatriz Cixi (Tzu-shi, 1861-1908). O Shih Tzu e o Pequinês compartilham de histórias parecidas, entretanto, conseguimos diferenciar o Shih Tzu na arte chinesa porque ele tem um topete na cabeça.

O Shih Tzu foi o animal de estimação preferido durante a dinastia Ming e foi altamente valorizado pela família real. Quando os ingleses saquearam o Palácio Imperial, a maioria dos cães foram perdidos, e a raça sofreu um grande revés. O Shih Tzu foi exibido pela primeira vez na China como o lhasa ou Poodle tibetano. Em 1935, ele foi exibido como o cão leão Lhasa; Por esse tempo, ele foi se tornando muito popular. Um estado de confusão semelhante existia na Inglaterra, onde o Lhasa Apso e o Shih Tzu foram agrupados como o Apso (que significa desgrenhado). Em 1934, logo após a Lhasa ser exibido pela primeira vez, foi dividido em duas raças separadas, com os de focinho achatado se chamando Shih Tzu, o seu nome chinês coloquial. Em 1952, uma única cruza com Pequinês foi autorizada para melhorar certos pontos, mas nunca foram novamente autorizadas essas cruzas. Nos Estados Unidos, a raça começou a tornar-se extremamente popular na década de 1960, levando ao reconhecimento AKC em 1969. Sua popularidade tem continuado a crescer e hoje o Shih Tzu é um dos cães mais populares do Brasil.

Compartilhar no facebook