Quais os riscos de tártaros nos animais?

Assim como nos humanos, nossos pets também precisam de uma higiene bucal para evitar complicações e doenças. O tártaro (cálculo dentário) em seus pet’s é algo que normalmente não é levado a sério pelos donos, mas que a longo prazo, se não for tratado, pode causar a perda precoce dos dentes e até mesmo doenças graves e infecções nos nossos cães.

O tártaro em cães é que uma placa de bactérias que surge pelo acúmulo de restos de comida nos dentes do cão.

O tártaro atinge a maioria dos cães e pode ser evitado e tratado para preservar a saúde da boca de nossos cães.

Se não for tratado a tempo, o tártaro pode causar, por exemplo, meningite, problemas cardíacos, renais, hepáticos e outras infecções generalizadas nos cães; isso porque com o avanço dessa placa bacteriana pode haver o contato com algum vaso sanguíneo, o que espalha a área de alcance da bactéria, levando a outras doenças.

Um dos primeiros sinais que seu pet poderá apresentar é um mau hálito, causado pelo acúmulo de bactérias na boca do cão.

Além da escovação dos dentes, é importante que o pet seja levado periodicamente ao veterinário para que ele examine as condições dos dentes do cão, realizando uma limpeza de tártaro no cão quando necessário.

Para cães que já apresentam um grau avançado de tártaro é necessário que o veterinário realize um tratamento periodontal animal.

Esse procedimento é mais demorado e trabalhoso, e precisa que o animal receba anestesia geral. Fazendo a limpeza sempre que necessária e manutenção com escovações e enxaguantes bucais, você evitará diversas doenças, mantendo seu pet em segurança.

 

 

Compartilhar no facebook